ARTIGOS SciELO

Artigos Scielo-PDF Download

  • Date:15 Sep 2020
  • Views:5
  • Downloads:0
  • Pages:11
  • Size:240.26 KB

Share Pdf : Artigos Scielo

Download and Preview : Artigos Scielo


Report CopyRight/DMCA Form For : Artigos Scielo


Transcription:

ARTIGOS IDORT E DIFUS O DO MANAGEMENT NO BRASIL NA D CADA DE 1930. F bio Vizeu, INTRODU O Devemos reconhecer nesse instituto a manifesta o no. Brasil de um esfor o de promo o do Management similar ao. No Brasil pesquisadores locais se deparam com o desafio de que ocorreu na Europa e nos Estados Unidos no per odo entre as. entender a singularidade das pr ticas organizacionais do Pa s grandes guerras a partir da cria o do International Management. exercidas em um contexto significativamente diverso daquele Institute e da Taylor Society respectivamente Em rela o a. onde se constituiu a grande maioria dos modelos de gest o esse ltimo instituto importante considerar que seu estatuto. aqui adotados Diante dessa necessidade uma das formas de serviu de base para a elabora o do estatuto do Idort conforme. se verificarem os aspectos peculiares da gest o e formas de verificamos nos documentos hist ricos investigados. organiza o brasileiras pelo escrut nio da trajet ria hist rica do Sob o ponto de vista metodol gico o presente estudo. Management neste pa s bem como pela an lise das refer ncias configurou se em uma pesquisa historiogr fica Nesse sentido. sociais econ micas e pol ticas que condicionaram esse processo a linha organizadora de nossa an lise hist rica aquela tratada. Nesse ponto em particular observa se que a forma como por Burke 1992 que entende a hist ria como uma narrativa uma. se estabeleceram os processos de moderniza o no Brasil foi vers o pr pria e particular sobre o passado constituida de modo. significativamente diversa daquela que condicionou a emerg ncia original pelo pesquisador Assim a an lise dos documentos. do Management nos Estados Unidos durante a virada do s culo hist ricos foi orientada de maneira a indicar uma trajet ria. 19 para o 20 l a emerg ncia e a dissemina o do Management de constru o e desenvolvimento do projeto de difus o do. ocorrem a partir de uma conjuntura econ mica e social Management no Pa s a partir da funda o do Idort em que se. favorecida pelo r pido desenvolvimento capitalista e tecnol gico procurou identificar fatores que retratassem os resultados os. caracter stico na segunda metade do s culo 19 e que condicionou problemas e mesmo as transforma es do Idort em rela o a. a fase mais avan ada de industrializa o Chandler 1977 Vizeu esse intento. 2011 no Brasil a introdu o do capitalismo industrial e dos Operacionalmente o procedimento utilizado no presente. primeiros esfor os de sistematiza o da gest o profissional estudo foi a an lise documental de material disponibilizado em. ocorre em um momento pol tico conturbado em que ainda arquivos hist ricos A cole o de documentos hist ricos do Idort. persistiam na realidade brasileira elementos caracter sticos das encontra se no Arquivo Edgard Leuenroth AEL do Instituto de. institui es tradicionais de um passado pr industrial Pinheiro Filosofia e Ci ncias Sociais da Universidade Estadual de Campinas. 1977 A descri o dos documentos e de sua natureza pode ser. Esse fato fez com que a introdu o do Management em observada eletronicamente no website do arquivo nas cole es. nosso pa s fosse marcada pelo anacronismo criando condi es Idort e Roberto Mange Nestas constam todos os exemplares. muito espec ficas para a consolida o dessa institui o em da Revista Idort de 1932 a 1961 as atas de reuni o anual de. nossa realidade Vizeu 2011 No caso brasileiro o fato de a diretoria de 1931 a 1961 e outros documentos do Idort e de suas. industrializa o ter iniciado tardiamente em compara o s divis es folhetos relat rios e pareceres totalizando mais de 250. outras grandes na es gerou um sistema perif rico e dependente documentos Tivemos o aux lio t cnico dos funcion rios do AEL. al m de ter condicionado o ritmo do desenvolvimento tecnol gico para o adequado manuseio dos documentos e al m do AEL nos. e a capacidade competitiva do Pa s Cardoso 1972 servimos de alguns documentos das cole es Getulio Vargas e. Isso posto a compreens o da Administra o moderna no Louren o Filho disponibilizados eletronicamente no acervo do. Brasil passa necessariamente pelo entendimento do contexto Centro de Pesquisa e Documenta o de Hist ria Contempor nea. hist rico que circundou a introdu o e as primeiras tentativas de do Brasil CPDOC da Funda o Getulio Vargas FGV para levantar. difus o do Management neste pa s Assim o presente trabalho informa es sobre a contextualiza o de poca e participa o. visa tratar desse processo mais especificamente recuperando de s cios do Idort no Departamento de Administra o do Servi o. um dos primeiros esfor os relacionados institucionaliza o P blico DASP e na FGV Tais documentos foram consultados a. do Management no Brasil o projeto de constitui o de um partir de seus t tulos e descritivos Por fim considerando que as. instituto para a difus o dos princ pios e t cnicas tayloristas de cole es pesquisadas eram compostas por um n mero limitado. racionaliza o do trabalho e da ger ncia sistem tica Esse esfor o de documentos e informa es nossa narrativa foi constru da. foi a funda o do Instituto de Organiza o Racional do Trabalho buscando dialogar com a literatura historiogr fica brasileira. Idort que ocorre em S o Paulo no in cio da d cada de 1930 no sentido de contextualizar os eventos e outros aspectos. local e per odo de grande relev ncia para a consolida o da identificados como relevantes para retratar a trajet ria hist rica. economia industrial no Pa s do Idort Entre os textos historiogr ficos mais consultados. 164 RAE S o Paulo V 58 n 2 mar abr 2018 163 173 ISSN 0034 7590. ARTIGOS IDORT E DIFUS O DO MANAGEMENT NO BRASIL NA D CADA DE 1930. F bio Vizeu, destacamos Dean 2001 Faoro 2001 Leopoldi 2000 Luz de interesses particulares Esse o pano de fundo para a cria o. 1975 Martins 1974 Pinheiro 1977 Skidmore 1998 do primeiro instituto de Management no Pa s. Marcovitch 2005 Cardoso 1972 Wahrlich 1983 e Codato. O per odo de abrang ncia escolhido para a an lise PROJETO DE CRIA O DO IDORT. documental foi o correspondente ao ano de funda o do Idort. seguindo at 20 anos depois 1931 1951 Esse corte hist rico De acordo com as fontes documentais consultadas o Idort foi. abrange o per odo em que ocorre no Brasil o primeiro mpeto fundado em 23 de junho de 1931 por um grupo de 92 associados. industrial significativo Leopoldi 2000 Luz 1975 Pinheiro a maioria origin ria das classes sociais e categorias profissionais. 1977 Nesse sentido entendemos ser esse o momento que manifestavam na poca interesse expl cito para os grandes. decisivo para o surgimento de organiza es fabris de grande projetos de moderniza o do Pa s Desses projetos destacavam se. porte e consequentemente quando surge a necessidade do aqueles que diziam respeito s principais demandas para o. estabelecimento de um novo modelo voltado para a racionaliza o desenvolvimento da industrializa o a quest o da capacita o da. das pr ticas gerenciais m o de obra fabril a racionaliza o da produ o o aprimoramento. tecnol gico da ind stria nacional e mesmo a moderniza o da. m quina estatal no que tange ao suporte atividade industrial. CONTEXTO HIST RICO DE EMERG NCIA No conjunto heterog neo de simpatizantes da. DO IDORT moderniza o brasileira um grupo de intelectuais e profissionais. destacava se no cen rio paulista durante a d cada de 1920. A tentativa de introdu o do Management no Pa s pelo projeto Leopoldi 2000 Foi a partir desse grupo que se come ou. idortiano da d cada de 1930 foi condicionada por um contexto a esbo ar um projeto de cria o de um instituto voltado s. institucional peculiar marcado especialmente por elementos doutrinas do Management que poca se proliferavam. de uma orienta o tradicional patrimonialista Cardoso 1972 rapidamente nos Estados Unidos e na Europa Tendo sido esse. Faoro 2001 Vizeu 2011 Nesse sentido deve se considerar que movimento doutrin rio denominado no Brasil Organiza o. as institui es agr rias que se consolidaram no Brasil oitocentista Racional do Trabalho esse grupo iniciou projetos isolados de. tiveram papel decisivo no ritmo desse processo de moderniza o racionaliza o e sistematiza o da administra o e do trabalho. que a despeito de o interesse pela moderniza o pol tica e industrial esfor os que gradualmente se congregaram em um. econ mica j se fazer presente no in cio daquele s culo somente movimento unificado aquilo que viria a se tornar 10 anos mais. se concretizou na virada para o s culo 20 Luz 1975 Skidmore tarde o movimento que fundou o Idort Amaral 1961. 1998 Ou seja a atividade empresarial brasileira foi condicionada Ainda de acordo com os documentos consultados que. pelas institui es origin rias no per odo colonial sendo que o retratam a constitui o do instituto vemos que foi a partir da. papel que estas tiveram no processo de moderniza o do final do d cada de 1920 sob a coordena o de Robert Mange professor. s culo 19 marcou decisivamente a pr pria configura o anacr nica da futura Escola de Sociologia e Pol tica de S o Paulo e um dos. do Pa s Especialmente em rela o ao Estado republicano e fundadores do Idort que surgiram estudos espec ficos sobre. economia industrial estabeleceu se uma caricatura em grande a racionaliza o da sele o profissional e estudos sobre os. parte amb gua caracterizada pela conviv ncia paradoxal entre problemas fisiol gicos de higiene do trabalho sob a supervis o. elementos de um Brasil arcaico com premissas da modernidade do m dico higienista Paula Souza Amaral 1961 Os resultados. Nesse sentido o patrimonialismo foi a l gica que condicionou dos trabalhos de Mange e Paula Souza motivaram a proposta. a industrializa o no in cio do s culo 20 e de seus consequentes de um instituto para o desenvolvimento desses esfor os de. mecanismos de gest o empresarial Assim os elementos culturais racionaliza o do trabalho primeiramente pensado como uma. vigentes na ordem pol tica do Brasil colonial imperial tais como sociedade de psicot cnica onde se abordariam quest es como. o clientelismo das rela es entre os atores privados e os agentes a fisiologia e a psicologia industrial. p blicos base da manuten o do estamento burocr tico marcaram Com o fracasso dessa primeira iniciativa a ideia foi recuperada. a pr tica empresarial do in cio da industrializa o Esse aspecto pelo engenheiro e empres rio da ind stria Aldo Mario Azevedo A. observado por Leopoldi 2000 quando a autora trata sobre a proposta foi repensada como um amplo instituto de propaga o da. forma o das associa es da classe industrial no in cio do s culo organiza o racional do trabalho idealizado nos mesmos moldes do. 20 caracterizadas pelo protecionismo s elites e pela articula o movimento americano de Administra o Cient fica e denominado. 165 RAE S o Paulo V 58 n 2 mar abr 2018 163 173 ISSN 0034 7590. ARTIGOS IDORT E DIFUS O DO MANAGEMENT NO BRASIL NA D CADA DE 1930. F bio Vizeu, Instituto Paulista de Efici ncia Para essa segunda iniciativa al m que se aglutinou em torno do projeto do Idort via na cria o desse. do grupo vinculado ao projeto do instituto de psicot cnica foram instituto um terreno neutro capaz de unir esfor os a despeito. recrutados administradores e empres rios de diversas organiza es das diverg ncias de interesse e diferen as pol ticas Foi assim que. paulistas Somente poucos meses antes da funda o desse instituto aos olhos dos fundadores do instituto o per odo de crise mundial. foi que se decidiu utilizar a denomina o Instituto de Organiza o somente tornou mais aguda a necessidade por essa integra o. Racional do Trabalho abreviado sob a sigla Idort Al m disso Aldo nacional em torno da efici ncia e racionaliza o Amaral 1961. Azevedo e seus colaboradores decidiram que para dar peso ao Assim aglutinando os esfor os de racionaliza o iniciados. instituto deveriam convidar o engenheiro Armando de Salles para por alguns m dicos higienistas pelos pedagogos preocupados. presidi lo Amaral 1961 com o sistema educacional e a forma o profissional da massa de. Armando de Salles era um importante personagem trabalhadores e principalmente pelos engenheiros e industriais. da sociedade paulista genro de J lio Mesquita um not rio interessados na sistematiza o do processo de trabalho e da. empres rio e fundador do jornal O Estado de S Paulo Marcovitch atividade gerencial o Idort surgiu na d cada de 1930 com a. 2005 Na poca do convite Armando de Salles tinha acabado grande promessa de introduzir e disseminar os princ pios do. de assumir a presid ncia da sociedade an nima propriet ria Management no centro industrial do Pa s. do jornal fato fundamental para contribuir com a articula o. da estrat gia de divulga o do instituto sociedade paulista. principalmente no intuito de angariar s cios OBJETIVOS DO IDORT E EXPECTATIVAS. assim que o Idort se configura organicamente nos mesmos. INICIAIS DOS FUNDADORES, moldes da Taylor Society e de outras organiza es europeias de. dissemina o da pr tica de organiza o racional do trabalho Como j foi dito a quest o da coopera o entre as diferentes. especialmente o International Management Institute com sede classes produtoras do Pa s permaneceu como quest o central. em Genebra organiza o na qual o instituto brasileiro era membro para essa organiza o no momento de funda o transparecendo. e representante na Am rica Latina Revista Idort v 1 1932 esse princ pio em suas diretrizes estatut rias O grupo de. Por outro lado devemos tamb m considerar que o Idort estudiosos e simpatizantes que articularam a cria o do Idort. emergiu de um ousado projeto de associa o das for as pol ticas justificava ser esse projeto uma sa da para a crise que assolava. que compunham a elite paulista em um per odo conturbado de o mundo no final da d cada de 1920 e acreditava ser a quest o. Idort and Management diffusion in 1930s Brazil Idort y propagaci n del Management en Brasil en la d cada de 1930 RESUMO O Management no Brasil tem sido considerado a partir de diferentes perspectivas te ricas e anal ticas Algumas delas buscam revelar sua especificidade em rela o ao pensamento anglo sax o a perspec tiva original de constitui o desse corpo de conhecimento e pr tica

Related Books